Konradstrasse 1  Winterthur 8400 - Suíça

Blog da ABEC

Aconteceu em Wettingen: Peça “Pluft, o fantasminha” encenada pela primeira vez na Suíça!

Na tarde do sábado 10 de junho, a turma de Wettingen da ABEC apresentou a um numeroso

público a peça “Pluft, o fantasminha”, adaptada da obra de Maria Clara Machado. O desempenho da garotada fez a plateia se divertir, gerando boas risadas e emocionou os familiares presentes. A turminha trabalhou em todas as etapas da montagem, dos cartazes e convite ao cenário e programa além, é claro, dos ensaios. A participação ativa e bastante animada dos pais foi essencial para a montagem da peça e agradou a todos.

 

“Temos que enaltecer todos aqueles que contribuíram de forma direta ou indiretamente, não só pelo excelente resultado do trabalho dessa extraordinária equipe, mas também pelo esforço exigido para sua concretização que ficou por trás dos bastidores onde o público não teve acesso, todavia pôde imaginar.” Escreveu uma espectadora, a Valeria Goetz.

 

“Muito feliz com a apresentação do teatro. Turma maravilhosa: Pluft o Fantasminha.” Escreveu a mamãe Liliana Tinoco Bäckert.

 

“Eu achei da hora que nós trabalhamos juntos e também com os pais e que nós conseguimos fazer um projeto bom. Eu gostei que tinha tanta gente assistindo nossa peça e que trabalhamos bem juntos”. – escreveu Daniel, que deu vida ao pirata Perna-de-Pau.

 

“Foi para mim bom, eu tava nervoso e era meu primeiro teatro... e achei bom.” Luca, o mais novo da classe, que passou a falar mais vezes em português e a se interessar mais pelas aulas!

 

“Eu gostei que a gente ensaiou com os pais e teve muitos encontros e festas antes do teatro. Eu falei bom.” – disse Samuel, um dos marinheiros.

 

“Eu achei o teatro muito legal!” - palavras do tio Gerúndio, o Tiago. “ Eu nunca pensei que tantas pessoas iam rir desse teatro. Gostei muito dos ensaios. Mas tinha medo que esquecessemos nosso texto.”

 

Kevin também achou superlegal. Aprendeu a cantar “O dono da Terra” e se divertiu como o fantasma do mar! Outro aluninho que passou a falar mais em português. Bravo!!

 

“Eu gostei de fazer um teatro em português, pela primeira vez; já faço em alemão, mas é diferente.” – Disse a Clara, que foi a mãe-fantasma. “Nesse, eu tinha muita coisa para falar. Eu também gostei da ideia da peça, da fantasia, de tudo, né? E foi legal conhecer outras crianças.”

 

A Chey, que foi a menina Maribel-bel-bel, escreveu: “Esse ano eu fiz um teatro em alemão, mas eu gostei mais do teatro brasileiro. Eu aprendi mais palavras com o teatro brasileiro”.

 

“Eu, sendo o Pluft, me senti nervoso antes do teatro. Mas acho que a nossa turma fez muito bem, eu pelo menos me diverti muito. Muito obrigado, professora, por ter dedicado tanto tempo pra ajudar a gente.” - escreveu o Matheus. Obrigada a vocês, Matheus, pelo empenho e brilhante resultado! “Eu estava nervoso.” – escreveu Matteo. “Eu não esperava que tinha tantas pessoas lá. Eu tava me sentindo ... em choque, tinha um pouquinho de medo. Mas no fim acho que eu fiz bem. Eu fiz alguns erros, mas acho bem, porque todo mundo faz erros. Eu gostei da peça. Foi uma graça brincar para aprender para essa peça.”

 

Em alemão, a palavra “Schauspieler”, assim como em inglês a palavra “player”, traduzidas para o português como “ator”, vêm de “spielen” ou “play”, que quer dizer “brincar”. A garotada realmente “brincou” muito bem! Esses momentos de nosso trabalho vão nos marcar para sempre e deixar saudades. A valorização da nossa língua-cultura ganhou nova dimensão!

 

Tags: