Blog da ABEC

Buscar

Reinações no sítio do picapau amarelo


“Nosso mundo é assim, o real e a ilusão. É preciso dar asas à nossa imaginação. Tantos sonhos se realizaram que não temos o direito de duvidar de nenhum.”

Monteiro Lobato

Quarta-feira 11.7.2018 foi dia de sonho e festa na escola Limmat A, em Zurique: dia de teatro e comida brasileira pra comemorar o final do ano letivo!

Esses esforçados alunos, mesmo longe do Brasil, num curso semanal de português como língua de herança, encararam a leitura do livro “Reinações de Narizinho” de Monteiro Lobato e trabalharam duro para podermos montar nossa peça, uma livre adaptação que fiz baseada nesse livro.

A garotada participou de todas as etapas, criando também seus textos: redações, opiniões, convite, cartazes.

Trabalharam na confecção do cenário, além de ensaiarem, em sala de aula e em casa, enfrentando bravamente suas dificuldades com a língua portuguesa que não é, lembramos, a língua de seu cotidiano, para dar vida a personagens tão queridos de todos.

Bernardo, que desempenhou três papéis: o de Monteiro Lobato, o enfermeiro do consultório do Dr. Caramujo, no Reino das Águas Claras e o padre que realizou o casamento da Emília com o Marquês de Rabicó, fez o seguinte comentário:

“O que eu mais gostei foi que no dia tinha muita gente vendo e a gente melhorou, mas não gostei que eu esqueci umas coisas.”


Fantasias caprichadas, preparadas com carinho pela “equipe do figurino” (mamães e professora), foi o que marcou o Alessandro, que deu vida ao Visconde de Sabugosa:

“Gostei das fantasias porque parecia de verdade e não gostei tanto que na hora eu esqueci o texto um pouquinho.”


A aparição da Cuca surpreendeu a plateia, que já tinha visto a Isadora como a Tia Nastácia, mas não esperava que ela voltasse como a bruxinha em corpo de jacaré:

O Lukas, encantador como Pedrinho, disse:

“Gostei muito de fazer o papel de Pedrinho e espero que todos gostaram.”

<